Já que eu queria escrever… e não consegui escrever nada que prestasse… Lá vai o que eu pensar…

Gosto das personagens com defeitos. Especialmente das protagonistas. O defeito a torna verossímil. Gosto também, da mesma forma, das alegrias e tragédias incompletas. Dos raios de sol que teimam em se enfiar pelas brechas da trama da cortina do palco e da sombra que se acomoda no canto, junto à coxia. Mas eu só fala-o besteiras… Por que sonhar com um mundo imperfeito?