;)

Às vezes somos surpreendidos por coisas que não são de se surpreender.
São surpresas agradáveis as de que falo.
Quando encostei o carro e olhei a hora, fiquei chateado, demorei mais que o normal dirigindo. Era tarde já.
Eu nem dei “ciao”, e hoje que nem tive tempo de escrever nada.
Logo hoje que estou precisando de ois e, menos, de ciaos.
Tinha um texto onde só faltavam duas ou três linhas, podia fazer isso depois, restavam ainda uns minutinhos pra procurar sinal e dar um “oi, ciao”. Porcaria de operadora. Mas, quando consegui o sinal, fiquei feliz em dobro.
Já tinha um oi lindo me esperando.

20140506-195141.jpg

Corujas

fantasy night moon fantasy art the sun owls digital art 1683x1050 wallpaper_www.wallpaperhi.com_75

É dia, manhãzinha. Acaba de aparecer a primeira luz do sol.
Ainda estamos acordando, indo pro banho e para o café da manhã.
Mas agora mesmo, em algum lugar da mata, e não apenas um lugar de uma única mata, tenho certeza, duas corujas acabam de chegar a seu ninho, depois de uma noite de trabalho e se encostam uma a outra. Encostam os corpos, esfregam os bicos.
Não precisam do calor uma da outra para se aquecerem. O sol já vem trazendo luz e calor. Se chegam porque precisam esquentar algo mais antes de dormirem escondidas, esperando a próxima noite.